segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Campo Pequeno, Grandes Sonhos

Foi ao som estridente do cantar do galo que ontem acordei. Há muito que tal não me acontecia. A sensação de bem-estar e de liberdade dá-nos uma outra dimensão. Curiosamente a porta é azul. A casa, embora construída numa quintinha, não é rústica. Reúne todas as comodidades de habitabilidade. Ao fundo um pequeno tentadero, e, mesmo ao lado, uma cavalariça. Em espaço contíguo o “Tomás”, um jumento, zurrava. Em ambiente de total liberdade galinhas, galos e cocós percorrem alegremente aquele espaço, agora verdejante, enriquecido pelas últimas águas caídas. Um fim-de-semana com uma ligeira mudança de ares. Às portas de Lisboa, ou, melhor dizendo, a meia etapa entre Vila Franca e Arruda dos Vinhos. Na zona comercial do renovado Campo Pequeno, ali almoçámos. Como nós, centenas de pessoas, aproveitando um domingo soalheiro mas embalado pela brisa fresca. Um momento de espera e de convívio, aproveitando o brilho e o escasso calor do Astro Rei, num dos muitos bancos de jardim que se acercam do sumptuoso edifício. Finalmente, a meio da tarde o espectáculo a que nos propusemos presenciar. A vontade indómita de uma dúzia de jovens vindos de México, França, Espanha e, naturalmente de Portugal. Querem ser toureiros. Matadores de Toiros. Figuras do toureio. Quem lhes pode cortar o sonho? Foi a final do III Encontro de Escolas Taurinas promovido pela Tertúlia “O Piriquita” de Arruda dos Vinhos em parceria com a Empresa do Campo Pequeno, Fundação João Alberto Faria e com o apoio da Câmara Municipal de Arruda. Há sempre outras portas que se abrem. Para bem receber ou para acalentar sonhos. http://www.campopequeno.com/default.aspx?CpContentId=124
video
video

Sem comentários:

Enviar um comentário